Imagem de perfil do organizador

Filarmónica Idanhense

http://filarmonicaidn.pt

A Filarmónica Idanhense foi fundada em Julho de 1888, pelo Sr. Christiano Pereira Barata e pelo Dr. António Pedrosa Barreto e adoptou como dia festivo o 8 de Dezembro, data em que tradicionalmente comemora o seu aniversário. Uma das primeiras actuações da Filarmónica Idanhense teve lugar a 5 de Setembro de 1891, em Castelo Branco, aquando da inauguração da linha férrea da Beira Baixa, evento a que presidiram Suas Altezas Reais D. Carlos e D. Amélia, tendo dispensado à Filarmónica Idanhense palavras de muito apreço e gratidão.

Como todas as colectividades, muito especialmente as suas congéneres, a Filarmónica Idanhense teve momentos áureos, outros de desalento e outros ainda de inactividade, para o que contribuíram, essencialmente, factores sócio-económicos e políticos muito peculiares do Século XX, na primeira metade devido a duas Guerras Mundiais e, na segunda metade, devido à Guerra Colonial e à emigração que muito se fez sentir na altura, particularmente não só nesta mas em todas as zonas raianas.

Vivendo essencialmente para abrilhantar festas e romarias da sua zona de influência, cujo concelho (o de Idanha-a-Nova) é o quarto maior do País em extensão e onde a Filarmónica Idanhense é a única colectividade do género existente, mantém boas e cordiais relações com outras Bandas de todo o território nacional, participando em vários convívios, quer em Idanha-a-Nova, por sua iniciativa, quer noutras zonas de Portugal, a convite, mesmo em Espanha, onde já se deslocou algumas vezes e até mesmo em França por duas vezes, a pedido de Comunidades onde a presença de idanhenses é muito forte.

Tem sede no Largo dos Açougues, em Idanha-a-Nova, em edifício cedido gratuitamente pela Câmara Municipal.

Em 2008 remodelou por completo a sua Sede e construiu um novo edifício destinado à Escola de Música, colocando à disposição da população condições e comodidades únicas para servir a Cultura do Concelho. Nesse mesmo é declarada Instituição de Utilidade Pública.

Uma vivência tão forte e intensa só é possível com uma Escola de Música em pleno funcionamento, contando no presente com mais de cinquenta e cinco alunos, do Concelho e todos em idade escolar.

O corpo de executantes da Filarmónica Idanhense supera hoje os 50 elementos, com idades entre os 8 e os 74 anos, sendo que 80% tem idades compreendidas entre os 8 e os 25 anos.