Pós-Graduação Intensiva em Terapias Cognitivo-Comportamentais em Crianças e...

Painel de Ações e Detalhes

Vendas terminadas

Informações do evento

Partilhar este evento

Data e hora

Localização

Localização

Hotel Marina Atlântico

Avenida João Bosco Mota Amaral, 1

Ponta Delgada

Portugal

Ver mapa

Descrição do evento

Descrição

CERTIFICAÇÃO | ACREDITAÇÃO | RECONHECIMENTO | PROTOCOLO

dgert

DGERT
O sistema de certificação de entidades formadoras, a par de outros mecanismos, é um dos garantes da qualidade do Sistema Nacional de Qualificações em Portugal. Ler mais >>
Ensino Superior

Nos termos do disposto no artigo 45.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho, e tendo em vista o prosseguimento de estudos para a obtenção de grau académico (Mestrado ou Doutoramento), os estabelecimentos de ensino superior poderão creditar até 13 ECTS. Ler mais >>


SAÍDAS PROFISSIONAIS

Psicólogos na área da promoção e proteção e na área da justiça juvenil, intervenções clínicas com crianças e adolescentes, programas de intervenção em contexto escolar e em menores institucionalizados.


DESTINATÁRIOS

A Pós-Graduação Intensiva em Terapias Cognitivo-Comportamentais em Crianças e Adolescentes com Problemas de Comportamento destina-se a estudantes universitários finalistas, ou a frequentar o mestrado integrado, bem como a profissionais na área da psicologia, mestres em Psicologia, psiquiatras e internos de pedopsiquiatria.
Candidaturas de profissionais e alunos finalistas de licenciatura de outras áreas científicas, ficam sujeitos à apreciação curricular por parte da Direção Pedagógica.


PORQUÊ ESCOLHER ESTA FORMAÇÃO?

Os problemas de comportamento na infância e na adolescência constituem uma das formas de comportamento disfuncional mais comum nesta fase do desenvolvimento, e associam-se a danos significativos para os menores, família e, nos casos mais graves, para a própria comunidade. Os problemas de comportamento são também aqueles que mais frequentemente levam pais, família e escola a procurar ajuda psicológica e psiquiátrica. Nos casos mais graves, o comportamento agressivo e desobediente pode preencher critérios para o diagnóstico de uma perturbação psiquiátrica e os estudos mostram que estes casos tendem para a cronicidade ou para formas mais graves de comportamento agressivo e antissocial. As terapias cognitivo-comportamentais oferecem modelos de intervenção que se têm revelado eficazes no tratamento das perturbações do comportamento, quer em crianças quer em adolescentes, desde as suas formas menos graves à patologia do comportamento estruturada (incluindo os traços psicopáticos – atualmente reconhecidos no DSM-5 como especificador da Perturbação do Comportamento).

Nesta Pós Graduação, para além das questões de avaliação estruturada e de diagnóstico, serão abordados modelos comportamentais e cognitivos explicativos da origem e manutenção do comportamento agressivo e antissocial, e será privilegiado o treino em estratégias de intervenção empiricamente validadas. Os formandos ficarão capacitados para intervir nas perturbações disruptivas do comportamento, desde os casos menos graves até aos distúrbios classificados como quadros psiquiátricos. Ficarão a conhecer e a dominar com mestria estratégias adequadas à intervenção de natureza cognitiva-comportamental, quer com crianças quer com adolescentes.


OBJETIVOS GERAIS

Conhecer as principais estratégias de intervenção á luz da terapia cognitivo-comportamental em diferentes contextos, nomeadamente nos comportamentos agressivos e antissociais.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Identificar os principais critérios para a avaliação e diagnóstico dos problemas de comportamento;
  • Adquirir capacidades de compreensão e formulação cognitivo-comportamental dos problemas de comportamento;
  • Aplicar as possíveis intervenções cognitivo-comportamentais individuais em menores com problemas de comportamento;
  • Adquirir conhecimentos de estratégias de intervenção junto dos pais de crianças com problemas de comportamento;
  • Aplicar programas de intervenção em grupo em menores com problemas de comportamento.

PLANO CURRICULAR

Comportamento agressivo: dos modelos de risco às conceptualizações cognitivo-comportamentais

  • O continuum do comportamento agressivo
  • A patologia do comportamento: questões diagnósticas
  • Métodos e estratégias de avaliação estruturadas para diagnóstico
  • Os modelos baseados no risco (os “Big Eight”)
  • Modelos comportamentais do comportamento agressivo
  • Modelos cognitivos do comportamento agressivo

Intervenções comportamentais em crianças e adolescentes com problemas de comportamento

  • Treino no diagnóstico e na formulação cognitivo-comportamental em casos clínicos de crianças e adolescentes com problemas de comportamento
  • Estratégias comportamentais de intervenção no comportamento agressivo (e.g., gestão de reforços e punições, time-out, contratos comportamentais)

Intervenção cognitivo-comportamental com pais de crianças com problemas de comportamento

  • Princípios básicos da intervenção com os pais: validação, reconhecimentos de pensamentos e emoções, vinculação
  • Do normal ao patológico
  • Estratégias comportamentais clássicas para o controlo comportamental da criança em contexto familiar
  • Novas abordagens
  • Casos práticos

Intervenções em contexto escolar no Bullying e em adolescentes com problemas de comportamento

  • Formas e funções do comportamento agressivo (e.g., aberto, relacional, na internet)
  • Papéis sociais na agressão
  • A gestão do comportamento em sala de aula
  • Comportamentos sociais alternativos em sala de aula
  • O professor como ator social
  • (Re)Definição do bullying: implicações de uma perspetiva evolucionária
  • Implicações práticas de um modelo ecológico para a formulação e intervenção sobre o bullying escolar
  • Aspetos distintivos e comuns na intervenção com vítimas e agressores

Entrevista motivacional com adolescentes ‘difíceis’ – teoria e aplicação a casos clínicos

  • A resistência à mudança: do normal ao patológico
  • O modelo transteórico da mudança: estádios e características dos sujeitos nas diversas fases do processo de mudança
  • Estratégias de intervenção em função do estádio de mudança
  • Estratégias para lidar com a resistência à mudança: casos práticos

Terapia focada em esquemas com adolescentes agressivos – aplicações clínicas

  • Comportamento antissocial e esquemas mal adaptativos precoces: implicações para a intervenção clínica
  • Coping com esquemas e processos disfuncionais
  • Estratégias cognitivas, experienciais e relacionais
  • Treino na planificação e na implementação de intervenção cognitivo-comportamental em casos clínicos de adolescentes com problemas de comportamento

Programas cognitivo -comportamentais de grupo para adolescentes com comportamento antissocial

  • Princípios das intervenções eficazes na reabilitação de agressores
  • Os programas de intervenção em grupo: conteúdos e componentes
  • O Programa Gerar Percursos Sociais (GPS): modelo conceptual, estrutura e conteúdos
  • Simulação de sessões do GPS

Novas intervenções em menores com traços psicopáticos: abordagem focada na compaixão

  • Delimitação do conceito e inclusão no DSM-5
  • Etiologia e modelos explicativos
  • Avaliação dos traços psicopáticos: instrumentos de autorresposta e entrevistas estruturadas
  • O que funciona na intervenção?

Intervenção cognitivo-comportamental com agressores sexuais juvenis

  • Características clínicas e especificidades dos adolescentes agressores sexuais
  • Diferenças entre agressores sexuais e agressores não-sexuais e entre agressores sexuais adolescentes e agressores sexuais adultos
  • Avaliação e intervenção cognitivo-comportamental com menores agressores sexuais

Intervenções nos comportamentos auto lesivos não suicidários e na impulsividade

  • Conceitos e princípios da CFT: compaixão, vergonha e sistemas de regulação do afeto
  • Teoria de psicopatologia
  • Postura e relação terapêutica
  • Técnicas específicas de intervenção em CFT
  • Conceitos e princípios da ACT: o hexágono da flexibilidade psicológica
  • O papel da linguagem no sofrimento humano
  • Teoria da psicopatologia
  • Técnicas específicas de intervenção em ACT

Análise e supervisão de casos clínicos

  • Discussão de casos apresentados pelos formandos

Data e hora

Localização

Hotel Marina Atlântico

Avenida João Bosco Mota Amaral, 1

Ponta Delgada

Portugal

Ver mapa

Guardar Este Evento

Evento guardado