Ignorar navegação principal
Conteúdos da página

Guardar Este Evento

Evento guardado

Pós-Graduação em Psicologia da Justiça - 1ª Edição [LISBOA]

Instituto CRIAP

Sábado, 15 de outubro de 2016 às 19:00 - Sábado, 8 de julho de 2017 às 17:30 (WEST)

Pós-Graduação em Psicologia da Justiça - 1ª Edição...

Informações de bilhete

Tipo de bilhete Fim das vendas Preço Taxa Quantidade
inscrição Terminado 160,00 € 6,14 €

Quem Vai

A carregar as suas ligações...

Partilhar Pós-Graduação em Psicologia da Justiça - 1ª Edição [LISBOA]

Detalhes do evento

CERTIFICAÇÃO | ACREDITAÇÃO | RECONHECIMENTO | PROTOCOLO

dgert

DGERT
O sistema de certificação de entidades formadoras, a par de outros mecanismos, é um dos garantes da qualidade do Sistema Nacional de Qualificações em Portugal. Ler mais >>

Ensino Superior
Nos termos do disposto no artigo 45.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho, e tendo em vista o prosseguimento de estudos para a obtenção de grau académico (Mestrado ou Doutoramento), os estabelecimentos de ensino superior poderão creditar até 16 ECTS. Ler mais >>


SAÍDAS PROFISSIONAIS

Os formandos ficarão habilitados a desenvolver um trabalho especializado na área da Psicologia Clínica, das Ciências Forenses, Investigação Criminal e Comportamentos Desviantes. Estas competências são úteis ao trabalho em diversas entidades, nomeadamente, Instituições Particulares de Solidariedade Social, Organizações Governamentais e Não-Governamentais, Órgãos de Polícia Criminal, Projetos Comunitários, Centros de Acolhimento Temporário, Serviços Médico-Legais, Serviços Prisionais e de Reinserção Social, Centros Educativos, Estabelecimento de Ensino, Comissão de Proteção de Crianças e Jovens, Tribunais, Equipas Multidisciplinares de Apoio a Tribunais, entre outros.


DESTINATÁRIOS

A Pós-Graduação em Psicologia da Justiça destina-se a licenciatura e profissionais das áreas da Psicologia, Criminologia, Direito, das Ciências Sociais e da Saúde, áreas afins ou equivalente legal; militares, polícias ou outros profissionais da carreira judiciária.


PORQUÊ ESCOLHER ESTA FORMAÇÃO?

A Psicologia da Justiça abrange a intervenção, o contributo e a colaboração da psicologia nos vários âmbitos da justiça, promovendo a articulação e colaboração com os vários agentes judiciários, num trabalho conjunto, congruente e consistente em prol da sociedade.

Num mundo em constante mudança e transformação, os comportamentos agressivos tornam-se cada vez mais presentes no quotidiano das sociedades. Como tal, o desenvolvimento do conhecimento e das competências técnicas de todos os profissionais envolvidos na prevenção, intervenção de agressores, vítimas, famílias é fundamental. Adicionalmente, revela-se fulcral, mas nem sempre valorizado, o desenvolvimento pessoal do próprio que intervém.

Esta Pós-Graduação pretende ir de encontro às necessidades atuais a nível de uma formação alargada e abrangente a vários contextos e profissionais que intervêm no âmbito da justiça. É constituída por módulos formativos teórico-práticos e por workshops de duração mais curta, com utilização da plataforma online para os oradores internacionais e nacionais nestes últimos.


OBJETIVOS GERAIS

A Pós-Graduação tem como objetivo dotar os profissionais de conhecimentos e técnicas que permitam uma intervenção mais eficaz no âmbito da psicologia judiciária.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Promover o desenvolvimento pessoal do profissional que intervêm no âmbito da justiça, capacitando-o ainda de ferramentas de gestão de stress, na prevenção do Burnout;
  • Dotar os profissionais de conhecimentos, competências e capacidades para uma atuação técnica e ética na intervenção com agressores e vitimas em variados contextos;
  • Promover o treino de competências na avaliação de necessidades, diagnóstico e prognóstico no reconhecimento dos recursos necessários à avaliação e intervenção com agressores e vitimas, nos variados contextos;
  • Desenvolver nos alunos a capacidade de raciocínio crítico e analítico na reflexão e análise de casos práticos.

PLANO CURRICULAR

Desenvolvimento pessoal no profissional

  • Conceitos e crenças
  • Promoção do autoconhecimento: relação entre profissional e os desafios inerentes no âmbito da justiça
  • Competências na relação de ajuda
  • Gestão de stress nos profissionais: prevenção do Bournout

 

O sistema de justiça português em comparação com outros sistemas a nível internacional [EAD]

  • Enquadramento geral do sistema da justiça
  • O papel do sistema da justiça
  • Reação social do sistema da justiça

 

Psicopatologia forense

  • Conceitos introdutórios de psicopatologia
  • Perturbações mentais no âmbito forense: do agressor à vítima
  • Processamento emocional e violência
  • Análise de casos práticos

 

Avaliação pericial de psicologia forense

  • Psicologia Clínica & Psicologia Forense
  • Notas preliminares de avaliação psicológica
  • Perícias psicológicas em sede de Direito Penal
  • Relatório de perícia psicológica
  • Considerações éticas em Psicologia Forense

 

Perfis criminais: abordagem psicológica

  • O estado da arte da técnica forense dos perfis criminais
  • Os perfis criminais como técnica forense
  • Aplicação aos crimes de homicídio
  • Aplicação da técnica dos perfis criminais
  • Aplicação dos perfis criminais ao crime de homicídio

 

Terrorismo e contra terrorismo: desafios e práticas

  • O que é o terrorismo?
  • Tipos de terrorismo e suas motivações
  • O terrorismo religioso, ou em nome da religião
  • O Islamismo, o slafismo e o jihadismo
  • Os três tipos da Jihad
  • Da Al Qaida ao estado Islâmico
  • Perfil dos Jihadistas
  • As armas do terrorismo: armas físicas e armas psicológicas
  • A política da EU de Combate ao Terrorismo: prevenir, proteger, perseguir e responder
  • A ação psicossocial e a ‘batalha pelas mentes e pelos corações’, o ‘comprehensive approach’ da NATO
  • Da radicalização à desradicalização

 

Avaliação de risco

  • Objetivos da avaliação do risco
  • Fatores de risco de violência
  • Fatores protetores e a sua importância
  • Metodologias (gerações) de avaliação do risco
  • Avaliação do risco de violência
  • Estratégias de gestão do risco

 

O papel do sistema de justiça na ressocialização e na reabilitação do ofensor [EAD]

  • O papel do agressor junto dos Serviços Prisionais
  • O papel da Direção Geral na Reinserção Social do ofensor
  • Abordagem aos programas de intervenção com ofensores

 

Psicologia do Testemunho

  • Definição e breve história
  • Credibilidade e fiabilidade das testemunhas
  • Processos psicológicos básicos no ato de testemunhar (sensação, perceção, atenção, memória, linguagem, pensamento, emoção)
  • Falsas memórias
  • Contribuições da psicologia forense (perícias, entrevistas, psicologia experimental forense)

 

Vitimologia: conceitos introdutórios [EAD]

  • Abordagens teóricas e culturais à vitimação
  • Perspetiva do impacto da institucionalização e da adoção em crianças

 

O papel do Direito e da Justiça na proteção da vítima [EAD]

  • O conceito e estatuto da vítima de crime
  • O novo estatuto da vítima de crime – A vítima em processo penal (Lei n.º 130/2015, de 04 de Setembro)

 

Os novos movimentos migratórios: desafios e práticas [EAD]

 

Intervenção da Psicologia no âmbito da investigação criminal [EAD]

  • O apoio imediato às vítimas de crime

 

Intervenção psicológica em contexto prisional

  • Caracterização do contexto prisional
  • Modelos e técnicas de intervenção com agressores
  • Considerações éticas em contexto prisional
  • Análise de casos práticos

 

Entrevista Forense [EAD]

  • Objetivo e subjetivo: definições operacionais e teoria do conhecimento (gnosiologia)
  • Verdade, Falsidade e Mentira: a intencionalidade (abordagem fenomenológica)
  • Atenção, Perceção, Memória, Criatividade
  • Mitos acerca da deteção da mentira: evidência científica
  • A impostura intelectual ‘Lie to me’
  • O que revela a expressão facial, a postura e os gestos?
  • O efeito ‘Otelo’
  • Bonecas e diagramas anatómicos, ‘manchas’, figuras humanas, desenhos de família
  • Erros matemáticos no ‘tratamento’ das escalas ordinais (ex. Likert)
  • Indicadores de mentira, Discurso e Entrevista
  • ‘Falsas’ memórias
  • Psicofisiologia da mentira

 

Intervenção psicológica nos comportamentos aditivos

  • A relação droga/sistema judicial: a realidade das cadeias portuguesas
  • O modelo psicofarmacológico na dependência
  • Crime violento e a associação com o consumo de álcool
  • Características de personalidade do dependente
  • Relação droga-crime: tipos de delinquentes
  • Intervenção psicológica:
  • Entrevista motivacional
  • O Modelo Cognitivo Comportamental

 

Intervenção em crise com agressores

  • Conceitos e definições da intervenção psicológica em crise:
    – Modelos de intervenção em crise
    – Modelo das 7 fases de Roberts (1991)
    – Modelo dos primeiros socorros psicológicos adaptados ao quotidiano
    – Modelo de Tarefas de Myer, Lewis e James (2013)
  • A intervenção psicológica nas diferentes crises:
    – Aplicações clínicas
    – Análise e discussão de casos práticos

 

Grupos terapêuticos com agressores

  • Conceitos e definições das intervenções grupais:
    – A aprendizagem interpessoal
    – A criação e manutenção do grupo
    – Critérios para a inclusão e exclusão dos membros
    – Os membros problemáticos
  • A Intervenção Grupal com agressores:
    – Aplicações clínicas
  • Análise e discussão de casos práticos

 

Intervenção psicossocial na família do agressor

  • Opções no sistema de (in) justiça: assimetrias inclusivas
  • Fatores de estilo de vida: associações, vulnerabilidades e perceções do risco
  • Fatores individuais: emocional idade, skills, resiliência e constructos cognitivos
  • Fatores sociais: nível socioeconómico, ambiental e suas consequências
  • Risco, calculado e não controlável
  • Case study

 

Intervenção psicológica com agressores sexuais

  • Caracterização da agressão sexual
  • Relação entre vítima e agressor sexual
  • Avaliação e técnicas de tratamento
  • Debate sobre motivação do agressor sexual

 

Intervenção psicológica com agressores conjugais

  • Agressores conjugais: características e perfis
  • Intervenção com agressores: perspetiva histórica e estado da arte
  • Modelos de intervenção com agressores conjugais: o modelo cognitivo-comportamental, o modelo psicoeducativo e a entrevista motivacional
  • Características e elementos de um programa de intervenção com agressores conjugais
  • Indicadores e avaliação da eficácia da intervenção com agressores conjugais

 

Intervenção psicológica com adolescentes agressores

  • Princípios das intervenções eficazes
  • Especificidades das intervenções com agressores: as abordagens motivacionais
  • Intervenções cognitivo-comportamentais com agressores: modelo conceptual e estratégias de intervenção

 

Intervenção em crise com vítimas

 

Grupos terapêuticos com vítimas

 

Intervenção psicossocial na família da vítima

  • O papel do profissional na proteção da vítima e no apoio às famílias
  • Metodologias de comunicação de más notícias às famílias das vítimas de crime
  • A intervenção multidisciplinar e a articulação com a rede existente na comunidade no apoio às famílias das vítimas
    – Boas práticas e estudo de caso

 

Intervenção psicológica com vítimas de violência doméstica e de agressores sexuais

Tem dúvidas sobre Pós-Graduação em Psicologia da Justiça - 1ª Edição [LISBOA]? Contacte Instituto CRIAP

Guardar Este Evento

Evento guardado

Quando e onde


Lisboa - Oriente
Av. D. João II – Parque das Nações
1990 Lisboa
Portugal

Sábado, 15 de outubro de 2016 às 19:00 - Sábado, 8 de julho de 2017 às 17:30 (WEST)


  Adicionar ao meu calendário

Organizador

Instituto CRIAP

 

CONTACTOS GERAIS

MORADA: 
Avenida Fernão de Magalhães, 1862, 5º piso
4350-158 Porto

 

EMAIL: 
geral@criap.com

 

TELF: 
+351 225 492 190
+351 225 097 667
+351 225 026 201
+351 918 081 537

 

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: 
Dias úteis: 09:00h às 19:00h
Sábado: 09:30h às 17:30h

 

 

COMO CHEGAR AO INSTITUTO CRIAP

Coordenadas GPS
Lat. 41.165383 | Lon. -8.588517

Pontos de Referência
Junto à Loja do Cidadão; McDonald's das Antas; Estádio do Dragão; 
 
Carro
VCI (também chamada IC23) > Saída: Antas 

Metro
Combatentes (10 min a pé)
Estádio do Dragão (5 min a pé) 

Autocarro (STCP)
305 / 402 / 805 / 8M
Paragem: ANTAS (L. CIDADÃO)

 

APRESENTAÇÃO

Fundado em 2007, o Instituto CRIAP estreou-se como unidade exclusivamente dedicada às ciências psicológicas.
Consciente de que o mercado de trabalho é cada vez mais exigente e competitivo, o Instituto CRIAP tomou para si o dever de preparar mais e melhores profissionais. Para isso, ao longo do seu percurso, tem vindo a reforçar a sua equipa com docentes altamente qualificados e de mérito reconhecido e apostado na diversificação das suas áreas de atuação. Atualmente, o Instituto CRIAP tem uma oferta formativa que abrange as áreas da Psicologia, Terapia da Fala, Serviço Social, Educação, Recursos Humanos, Ciências Forenses e Criminais. O seu compromisso assenta em padrões de rigor e qualidade científica, procurando aproximar-se dos parâmetros internacionais de exigência em cada uma das áreas formativas.
O seu modelo de atuação engloba diferentes tipologias de formação, desde workshops de curta duração a pós-graduações, procurando uma resposta mais adequada às necessidades formativas individuais de todos os que procuram os serviços do Instituto CRIAP. A partir dos serviços centrais, sediados no Porto, o Instituto CRIAP trabalha diariamente para chegar cada vez mais longe:
-Porto, Lisboa, Coimbra, Madeira e Açores beneficiam já dos nossos serviços de formação;
-Com o novo projeto de ensino à distância (e-learning), o Instituto CRIAP toma para si o desafio de levar o conhecimento científico além-fronteiras.

 

  Contactar o organizador
Pós-Graduação em Psicologia da Justiça - 1ª Edição [LISBOA]
Coisas para fazer em Lisboa Aula Outro

Inicie sessão ou registe-se

Para comprar estes bilhetes em prestações, é necessária uma conta Eventbrite. Inicie sessão ou registe-se para uma conta gratuita para continuar.