Conferência Anti-Corrupção e Boa Governação: o que falta fazer em Portugal?

Painel de Ações

Conferência Anti-Corrupção e Boa Governação: o que falta fazer em Portugal?

Conferência “Anti-Corrupção e Boa Governação: o que falta fazer em Portugal?”, organizada pela Transparência Internacional Portugal.

Quando e onde

Data e hora

Localização

Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-UL) 9 Avenida Professor Aníbal Bettencourt 1600-189 Lisboa Portugal

Mapa e direções

Como chegar lá

Acerca deste evento

  • 8 horas 30 minutos
  • eTicket móvel

No dia 9 de dezembro de 2022 vamos celebrar o Dia Internacional Contra a Corrupção, instituído pelas Nações Unidas, com a Conferência “Anti-Corrupção e Boa Governação: o que falta fazer em Portugal?”, organizada pela Transparência Internacional Portugal. Esta conferência terá lugar no Auditório Sedas Nunes (ICS-UL), entre as 9h30 e as 17h00.

A corrupção e a má governação matam, empobrecem, enfraquecem e capturam a vida e os sonhos de pessoas, famílias, empresas, populações, comunidades e de gerações inteiras, além dos recursos do Estado e demais entidades com financiamento público.

A inação e inércia perante aquelas tornam, igualmente, os Estados, instituições, mercados e toda a sociedade mais fracos, desconfiados, desesperançados, com grave prejuízo de princípios, valores, políticas e práticas que devem reger um Estado de direito democrático, económico, social, cultural e ambiental avançado.

Nesta conferência iremos juntar um painel de atores políticos, públicos, especialistas e demais protagonistas da sociedade civil, animado pelo interesse público e motivado a fazer avançar a agenda anticorrupção e da boa governação, em nome da proteção e elevação do bem comum.

Não por acaso, a conferência visa responder à pergunta “o que falta fazer?”, porque é preciso questionar e refletir sobre o que já foi feito e, acima de tudo, o que falta fazer em ordem a erradicar este flagelo global, causa de empobrecimentos nacionais, que é o fenómeno corruptivo.

Cabe a cada um de nós, atores políticos e não políticos, agir e fazer a diferença, passar das palavras e discussões aos atos, baseados em estudos e evidências.

Junte-se a nós e participe!